6/18/2009

Sonho de uma tarde de Verão

Ali estava ele a olhar para mim e a sorrir, como se já me estivesse a observar há algum tempo. Senti-me apanhada, frágil, despida. Perguntou-me como estava. Menti que estava tudo bem. Não foi na conversa. E tornou a perguntar, mergulhando o olhar no meu, cutucando as lágrimas que imediatamente saltaram, lestas, obedientes. Admiti o que já sabias. Disse-te a verdade, mas só em parte. Para quê alongar-me sobre o resto? O que não se diz é o que importa, claro. Mas talvez não o queiras saber. Às vezes penso que o sabes tão bem como eu e que tudo o que eu penso, os nós internos dos meus neurónios às turras com as hormonas e os sinais que leio no mundo e me vão dizendo coisas que quero interpretar a meu favor (?) corresponde ao que se passa aí desse lado, nessa cabeça de homem tão crescida dentro de um coração de menino. Adivinho-te transparente, tão igual a mim que optas por evitar o prolongar do instante, por receio do dia em que o silêncio nos embaraçar os sentidos. Logo a seguir admoesto os meus devaneios insensatos e repito a mim própria que devia dar mais uso ao comando que zappa as minhas fantasias. Puff! E sai uma comédia romântica com final feliz.
Pelo sim pelo não, absorvi-te o abraço. Meti-o no carro e levei-o comigo. Mergulhei-o nas ondas cálidas, alimentei-o de luz, de areia fresca e de búzios. Daqueles raros, espirais compridas e rosadas. Intermináveis e belíssimas, como a tarde. Um dia assim só pode ser uma dádiva dos deuses. Agradeci à vida. Abençoei o Sol. Beijei o oceano. Fundi-me com os elementos. Colhi as suas carícias. Entreguei-me. Renasci.

À saída da praia, o António Sérgio presenteou-me com Lloyd Cole, Jimmy Hendrix, Prince, GNR, Clash. Um duo português que não conhecia sagrou o blues como hino universal dos ocasos de verão. No meu coração Billie Holliday arrastava o Tejo, languidamente: "Summer time, and living is easy, fishs are jumping, and the cotton is high...".

Mas agora que acordei, é Sérgio Godinho que me canta baixinho ao ouvido: "Às vezes o amor..."

19 comentários:

Luz de Estrelas disse...

Que lindo, CJ. Gostei da imagem desse abraço e dessa pausa na Natureza. Fez-te bem, não fez?

AnaT disse...

Ai Mulher que coisa linda!!!!

Adorei:
"Abençoei o Sol. Beijei o oceano. Fundi-me com os elementos. Colhi as suas carícias. Entreguei-me. Renasci."

AnaT disse...

Não resisti e linkei nos "Desabafos..." como o mais bonito de hoje!

(http://desabafoslevadospelovento.blogspot.com/2009/06/o-melhor-desabafo-do-dia-esta-aqui.html)

Cristina disse...

Também foi o abraço que me envolveu... :)

ritmargaride disse...

Tão bons os abraços apertadinhos.

bjkas

anamoris disse...

Muito, muito bonito. Poesia em forma de Prosa.
Gostei muito, mesmo muito.
Obrigada por este momento mágico.
Acho que estão desfeitas as tua dúvidas. Vais escrever mais e muito mais,porque simplesmente escreves bem.
Beijinhos.

Tita disse...

"Abençoei o Sol. Beijei o oceano. Fundi-me com os elementos. Colhi as suas carícias. Entreguei-me. Renasci."

Simplesmente fantástico CJ
Bjs

CybeRider disse...

(Ah! Assim, está bem!)

:)

Mariah disse...

Tens mesmo de continuar a escrever :)
um beijo grande

Mente Quase Perigosa disse...

Agora pergunto eu: queres falar?

(e sim, é lindo...)

elle disse...

nao vou dizer que gosto do que escreves. detesto pessoas repetitivas! ;)



(olá miuda)

disse...

"Abençoei o Sol. Beijei o oceano. Fundi-me com os elementos. Colhi as suas carícias. Entreguei-me. Renasci."

Quero lá saber se vou ser repetitiva, bolas que tu escreves tão bem!

ptc disse...

que bonito!
:)

Cool Mum disse...

:)
lindo

Madalena disse...

Eu também quero renascer assim, de "parto" natural e lindo. Obrigada pela ideia: às vezes o amor... tem destas coisas. Beijinhos, Cê Jane!

CybeRider disse...

Em suma, ainda bem que te voltou a t... inspiração!

Voltei para te agradecer o mimo, que acolhi com agrado, lá no outro lado. Afinal de contas:

"You've got the power!"

:)

Mariah disse...

CJ já tenho a música no meu estaminé. Beijos

Smas disse...

Adorei!
Devias escrever um livro!
Bjs

PS: E sim, porque não encontrarmo-ns aí pela capital?
Manda-me um email.
Bjs

Monikyta disse...

sonho c uma vida de verão c tardes cm a tua ;)

bj meu