11/01/2009

Chove no Eter

Calou-se a voz inconfundível do lobo. Aquele que nos ensinou também um pouco do que era grande música. É a terceira vez este ano que morre um pedaço da minha inocência...

5 comentários:

Luz de Estrelas disse...

Realmente...

Monikyta disse...

eles vão-se, as memórias ficam :/

bj

ps: o q aconteceu ao blogue? está tão "lavadinho" :/

sem-se-ver disse...

(quais foram os outros dois? solnado? e?)

calamity jane disse...

(não foi o Solnado, querida - embora tenha tido muita pena da sua partida. Um foi o João Aguardela, o outro o João Mesquita, que era presidente do Sindicato dos Jornalistas quando me iniciei nestas lides e que ultimamente estava pendurado...)

sem-se-ver disse...

foi este ano que morreu o aguardela? caramba, pensava que tinha sido no ano passado :S

(isto deve ter um significado profundo qualquer)

sabes que podes descarregar e sem ser ilegalmente os discos do aguardela? disponibilizados por estes que agora lhe fizeram ou vao fazer uma homenagem, estou confundida com as datas.

e como tb nao me lembro do nome deles, n posso ir a procura do respectivo site.

chiça, tanto para dizer nada, no fundo.

mas ficas c a pulga atras da orelha, para o caso de nao saberes ainda. eu descarreguei os albuns todos.

pois, o mesquita, fizeste até post, n foi?

beijo