11/27/2009

Este país não é para... quase ninguém!

"Trabalhei a recibo verde durante dois anos, claro que não conseguia pagar a segurança social, ganhava 450 euros. Horario: 8 horas por dia e ao fim de semana trabalhava 13 horas por dia, para que a minha colega tivesse 1 dia de folga (assim como ela fazia tambem). Trabalhavamos numa loja num Centro Comercial. Entretanto fiquei gravida, tive a minha filha e não recebi nada( evidente que não trabalhava). Quando tentei regressar ao trabalho procurei uma cresche pra bebé. Espanto meu: Na Santa Casa da MIsericórdia (????) pediram para eu levar o papel do IRS para calcularem a mensalidade. Quando lá cheguei com o IRS a senhora informou-me que como trabalhava por conta propria teria de pagar o valor máximo ... 325,00 euros. Como ganhava 450 ... ficaria com 125 euros .... ao mesmo tempo acumulava uma divida de 150,00 por mês á Segurança Social. Claro que fiquei em casa, é velhinha mas é minha, faço umas limpezas aqui e acolá.... e vou-me remediando graças a meus familiares. Futuro ??? Peço ao menos saúde."

comentário de uma das signatárias da petição Antes da Dívida Temos Direitos

12 comentários:

Dorushka disse...

Este país é realmente uma tristeza... nem tenho palavras para descrever o quanto estas situações me revoltam...

Luz de Estrelas disse...

Miséria das misérias. Enfim...

oscarito disse...

Olá!
Agradeço a tua visita e já sabes que tens ali uma "casa" às ordens.
Normalmente está limpa, mas não garanto que não encontres umas nódoas de vinho ou bocados de pizza.
Se assim for, não ligues...

Seguindo a tua indicação subscrevi-me. Será que percebi já ter sido apresentada na Assembleia?
Essa situação deveria acabar; mas nem os governos e nem os partidos políticos ou os sindicatos estão para aí virados.
Pelo menos assim parece!

Xau! Até...

Madalena disse...

Horrível, Cê! Este exemplo é mau, muito mau, mesmo, mas mesmo sem ser a recibos verdes há ordenados escandalosamente humilhantes, nomeadamente entre o pessoal não-qualificado. Não é quase para ninguém, mas é para alguns... Beijinhos

Tita disse...

E não vejo que isto vá melhorar...
Revolta... tanta pá!!

Mocho Falante disse...

olha que posso eu dizer-te???? Sem dúvida que dá uma raiva ao ler estes depoimentos que em calculas...

Só te posso desejar muita força e coragem porque é bem preciso para lutar com injustiças como estas

beijocas

A mãe que capotou disse...

E ha tanta gente em situações assim ...

Luisa disse...

Não podia deixar de cá vir dar os parabéns à mini-calamity!

Beijinhos

escarlate.due disse...

tinha de vir desejar-te um Feliz Natal, não era?! então pronto aqui fica o tal desejo :)

Mocho Falante disse...

ola ola

vim aqui deixar-te uma beijoca doce de Feliz Natal junto de quem mais amas

Lynce disse...

O país nunca esteve tão bem como está. Tanta lamuria para quê? já estamos a sair da crise.

Alice Gomes disse...

'bora bazar p'ro campo ? acupar uma casa desabitada, criar galinhas e patos e alfaces, apanhar amoras e chuva e dificuldades ? Já vês...dificuldades já temos aqui, mas não temos o resto que me parece que sempre é melhor... 'bora ?