4/20/2010

Hamlet sec. XXI

Contrariar a minha natureza. Dar por mim a pensar todos os meus gestos. A medir todas as minhas palavras. A calcular o impacto de toda e qualquer acção. Hesitar antes de tomar uma atitude. Pesar os prós e os contras e mesmo assim acabar por fazer exactamente o contrário. Arrepender-me do que fiz e do que deixei de fazer. Não ser eu. Não dizer o que penso. Pensar longamente antes de falar e acabar por meter os pés pelas mãos. Não dizer o que sinto. Dizer o que sinto mas da forma errada. Achar a cada passo que devia estar a ir para o outro lado. Voltar atrás e parar. Pensar: o melhor é estar quieta. Pensar: o que tem de ser tem muita força. Pensar: se não lutares pelo que queres ninguém to vai dar de bandeja. Pensar: se eu fizer isto então aquilo. Pensar: se eu não fizer aquilo então isto. Achar-me absurda. Achar-me. Perder-me. Perder-me de mim. Querer voltar a mim. Querer mudar. Querer ser outra. Querer-me de volta. A mim. Querer voltar a mim. Querer voltar a ser eu.

5 comentários:

Luisa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luisa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luz de Estrelas disse...

Calamity, sê tu mesma.

Cristina disse...

Concordo com a sábia Luz!

Tita disse...

Por muito que possamos passar, existe algo dentro de nós que será sempre igual e nunca mudará!
Sê tu mesma!
Beijinhos