3/21/2006

Portugal Burning - a saga continua

Os diários de distribuição gratuita têm destas coisas. Se, por um lado, publicam textos - e não só - de qualidade duvidosa - mas afinal, qual o jornal, ou órgão de comunicação que não o faz, nos tristes dias jornalísticos que vivemos? -, por outro, têm de facto a vantagem de ser lidos por muita, muita gente. Até mesmo por gente decente, quanto mais não seja porque vão a caminho do trabalho ou porque estão numa sala de espera ou a levar uma seca qualquer e é a única leitura à mão.
E não é que houve mais pessoas a indignar-se com a tal desastrosa missiva do tal descolorado Ricardo de Cascais! E que responderam ao indivíduo, de uma forma provavelmente até mais pedagógica do que a minha, que não seria decerto publicada se a tivesse enviado ao referido diário (destak). Senti-me algo aliviada. Não por haver gente que se indigna com indivíduos que se atrevem a exprimir tais atrocidades em praça pública, mas por se darem ao trabalho de responder. É que eu, sinceramente, já perdi a pachorra e deixei de responder ou sequer discutir. E como eu, muitos, provavelmente. Mas, pelos vistos, pode não estar tudo perdido...
Aproveito para apelar àqueles e àquelas que, imbuídos de um verdadeiro espírito de sacrifício, responderam ao descolorado indivíduo para que expliquem também a um velho conhecido meu que não há povos com Q.I. menores ou maiores que outros. É que o rapaz, que viajou recentemente até à Tailândia onde permaneceu cerca de quatro meses, jura a pés juntos que os tailandeses ("quando me explicaram isto é que eu fiquei a perceber porque é que os gajos são assim; é que os gajos são lentos, percebes?") têm apenas 90 de Q.I. ("sabes, o normal é 140"). Isto, para além de estar sinceramente convencido que não existe absolutamente nenhuma tailandesa que ande com um estrangeiro sem ser "para lhe sacar o guito. É que não há, percebes?!" Quando lhe respondi que não, que não percebia, lhe perguntei de onde vinham tais dados estatísticos e qual a sua credibilidade e rematei com um "desculpa lá, mas isso a mim soa-me a discurso racista e inconsequente", respondeu ultrajado: "Racista? Racistas são eles!"

5 comentários:

Horas Vagas disse...

Mim, onde andas tu?

Horas Vagas disse...

ritamrf@hotmail.com
Mi maila, vai.

Anónimo disse...

Hi all!
jewlery box
yuhoo
G'night

Anónimo disse...

Hi all!




G'night

Anónimo disse...

My bad, you got a amazing job .
But I found strange page :
http://massaggio-thailandesi.foto-e-video-gratis.com - massaggio thailandesi