1/14/2008

O Segredo

Admito que sou cusca. Sempre fui. Por natureza e também por (de)formação profissional. Herdei a característica do meu pai e já a transmiti ao meu filho. Safa-me o facto de não usar os conhecimentos obtidos por meios pouco ortodoxos para prejudicar ninguém e até devo ressalvar, em abono da verdade e da minha pessoa, que, por vezes, me vejo bem à rasca com informações que me vêm parar às mãos (ou aos ouvidos, ou ainda, aos olhos) e que não era suposto eu saber. Acresce que tenho uma vocação inata para esbarrar de nariz nas coisas mesmo sem andar à procura delas.

Adiante. Sou cusca, portanto. E como tenho uma relação de obsessivo-compulsiva com a leitura, tenho uma mania muito feia que é ir nos transportes públicos a partilhar as letras dos vizinhos mais próximos sem para tal ter sido convidada. Qualquer coisita serve, desde os pasquins gratuitos até à 'Crítica da Razão Pura', mesmo que na sua versão original - e isto apesar de não falar nem escrever mais do que quatro palavritas na língua de Kant.

Vem isto a propósito do meu curto trajecto de autocarro de hoje. A velhota teria pelo menos uns oitenta anos. Trazia nas mãos um livro forrado a papel de embrulho de boa qualidade, acastanhado. Folheava-o nervosamente de trás para a frente e da frente para trás. De vez em quando detinha-se numa página e lia (?) um pouco. Depois, olhava para os lados - e sobretudo para mim, pois já tinha percebido, ou pelo menos pressentido da minha tendência para Mata-Hari da literatura alheia - e reforçava as suas manobras de diversão. Tudo, menos deixar que fosse quem fosse se apoderasse de uma palavrita sequer do seu 'Segredo'. Escusado será dizer que não tinham passado dois segundos sequer até que desvendasse o título da obra que a senhora tanto tentava esconder. O que deu mais ânimo à - parafraseando a Cool Mum num post recente em que esta última citava a Vieira do Mar - cabeleireira intrometida que existe em mim. Mas a minha vizinha não permitiu que decifrasse mais uma vírgula. Queres saber mais? Vai comprar! A Rhonda Byrne agradece.

11 comentários:

Mariah disse...

Ai o Segredo, o Segredo, essa grande obra prima da literatura, lol. Eu acho que a Sra. queria manter segredo que estava a ler o "Segredo". O meu mais que tudo,há já algum tempo, viu o filme na net (parece que há um filme)e eu notei que aquilo lhe despertou alguma curiosidade, por isso um dia fui a um hiper, vi o livro e decidi comprar para lho oferecer, pois sabia que ele nunca o iria comprar. Pois olha, dei por mim a escondê-lo por baixo dos ovos e dos bróculos (lol), para que ninguém visse que eu levava o livro. Sou assim a modos que muito selectiva na literatura que leio e compro... Ainda não tive oportunidade de ler o livro mas parece-me que anda à volta daquilo que quase todos sabemos mas que muitos não sabemos aplicar que é o poder do pensamento positivo (grande descoberta, digo eu!).
Desculpa, já me estiquei e deve estar um comentario muito longo.
Beijinhos

Amélia do Benjamim disse...

Tu e as tuas cusquices no autocarro!
Ainda me lembro do buraco e do 24 horas! LOOLLL
Sobre o Segredo, nada sei...
:)
(mandei-te um mail)

Cool Mum disse...

;) e eu achar que a senhora se dedicava a uma qualquer leitura menos recomendável...

. disse...

Seria um compêndio porno forrado a pergaminho? Lol. Luz

. disse...

Mariah, o título é para levar a sério. Ou é Segredo ou não. Eheheh. Luz

Caracoleta disse...

Esse segredo anda a mexer comigo...vou ter que o comprar!

Cristina disse...

Eu, por acaso, também sou uma grande cusca! E irrita-me imenso os livros forrados... Penso sempre que são aqueles da Barbara Cartland! LOL

Enfim...

bjos

Cristina

125_azul disse...

Não compres, não compres, não compres! Por conta dessa maldita obra-prima-enjeitada, a secretária do meu piso acha que é só visualizar e desejar que lhe aparece um Mercedes com motorista fardado e vai ganhar o euromilhões e não sei o que mais e há semanas que não faz a ponta de um corno porque vai ser rica, não há quem ature!!!
Compra A Princesa que Acreditava em Contos de Fadas, para descobrires porque gostas de ser cusca e porque nós mulheres temos tanta tendência para a asneira..., se é que ainda não sabes! E parabéns pelos 10 mil e muitos, que serão inúmeros, mas são contáveis!
Beijo

Melões Melodia disse...

Que? Quem e essa?
Olha parabens! E ja agora fica sabendo que se eu nao estiver a ler e esta alguem a ler ao meu lado, entao afinal ja estou a ler.
Beijos

flores disse...

Sou tão cusca, tão cusca, q li o post num ápice a pensar q leitura (pouco) recomendada faria a senhora.

Desculpe a invasão, CJ, já por cá passei, mas nunca comentei, I believe.

Flores, de meu nome, muito prazer! :D

chiqui disse...

bem miuda... por momentos ate me assustaste (quando li o "titalo" :)

E!! E um grande segredo!!
Aqui nos States e uma febre tao grande com essa m#@$ de livro, que ja nao ha pachorra.
E como o MAD costuma dizer,
"wish for a piece of shit to fall on your head, and that just might happen"
:)))))

bjos enormes querida